Grupo Santa Celina

Blog

Conarh discute aprendizados com a pandemia na gestão de pessoas

set 14 - 2020 0 comentários visualizações

Edição digital do Conarh reúne os maiores especialistas em gestão de pessoas para discutir os aprendizados com a pandemia e o futuro das organizações 

 

 

Talvez a palavra “oportunidade” tenha sido uma das mais usadas pelos participantes dos 17 painéis realizados durante o Conarh 2020, realizado virtualmente no último dia 26 de agosto de 2020. O maior evento de gestão de pessoas da América Latina, que trouxe o slogan “ressignificar é preciso”, evidenciou a importância do momento para que mudanças estruturais aconteçam quando o assunto é recursos humanos.

 

“O CONARH é uma missão, um propósito. A gente acredita que conhecimento e informação nos preparam para transformar as organizações”, disse Sandra Gioffi, diretora de RH da GSC Integradora de Saúde durante a abertura do evento, do qual também é membro organizadora.

 

Convidado para moderar o primeiro painel, o CEO da Dasa, Pedro Bueno, iniciou com uma provocação: o que a sua organização ou você está aprendendo em meio à crise? “Criamos um mundo cheio de burocracias, com pessoas seguindo processos sem nem saber o porquê, com serviços que não nos orgulhamos, e agora temos a oportunidade de mudar tudo. Se criamos esse mundo, podemos transformá-lo, e construir outros tipos de organizações”, ressaltou Bueno.

 

É unânime a necessidade que as pessoas têm de trabalhar em ambientes saudáveis, onde se sintam pertencentes, estimuladas e reconhecidas. Para Dave Ulrich, considerado guru mundial em RH, a forma que as instituições agem com as pessoas de dentro é determinante para a sustentabilidade do seu negócio.

A parceria entre o RH e os líderes da empresa foi outro aspecto colocado pelos palestrantes como fundamental para os desafios compartilhados. “Este não é apenas um evento de RH, é um encontro de lideranças para discutirmos o que queremos deixar de legado para as próximas gerações”, enfatizou Sandra.

 

Humanização, sem dúvida, despontou como atributo das organizações que estão preparadas para esse futuro que já chegou. Humanização não apenas sendo vista na postura de seus gestores e líderes, mas permeando a cultura organizacional, onde a empatia e o cuidado com as emoções do outro são prioridades, inclusive por refletirem diretamente no cumprimento das metas e resultados estabelecidos.

 

Nesse aspecto, saúde física e mental também passam a ser estratégicas. Durante o período da tarde, o painel de saúde “Pandemia: Lições aprendidas e o que esperar?” abordou a importância de uma retomada planejada e muito bem comunicada aos colaboradores. “Os profissionais de saúde estão à disposição de vocês, gestores, para planejarem essa retomada com toda a segurança necessária”, disse Gustavo Campana, diretor médico da Dasa.

 

Muitos outros temas como diversidade, práticas de engajamento, uso de ferramentas e tecnologias, fizeram parte da programação do Conarh 2020. Todas as discussões baseadas em um valor: colocar as pessoas em primeiro lugar. “Acredito que este momento difícil que o mundo está passando trouxe consciência para os benefícios gerados quando uma empresa ou sociedade prioriza suas pessoas”, ressaltou Sandra.

 

Faça o seu comentário

Após a publicação do seu comentário, ele será avaliado antes de aparecer no nosso site.