Grupo Santa Celina

Blog

Comunidades recebem telemedicina por meio de parceria entre a GSC, Dasa e Rede Ímpar e a ONG Gerando Falcões

maio 25 - 2020 0 comentários visualizações

 

O avanço da pandemia de coronavírus sobre as comunidades carentes em todo o Brasil acendeu um novo alerta nas ONGs que ajudam essa população. As orientações de prevenção de saúde e gestão do cuidado contra a COVID-19 tinham que chegar rapidamente também a este público, sem que isso significasse idas desnecessárias aos postos de saúde ou hospitais.

 

Foi com este objetivo que a GSC Integradora de Saúde, a Dasa, líder em medicina diagnóstica no país, e a rede de hospitais Ímpar se uniram e disponibilizaram gratuitamente 10 mil atendimentos de telessaúde para os associados da ONG Gerando Falcões, coordenada pelo empreendedor Edu Lyra e que atende atualmente mais de 40 mil famílias em comunidades de 11 estados no Brasil providenciando ajuda emergencial para necessidades básicas.

 

“No início deste ano tínhamos iniciado uma aproximação com a Gerando Falcões para fazer a gestão da saúde dos gestores que trabalham na ONG e os líderes comunitários”, explica Ana Elisa Siqueira, CEO da GSC Integradora de Saúde. “Mas fomos ‘atropelados´ pela pandemia do coronavírus e optamos rapidamente por ampliar e disponibilizar um serviço que já estamos realizando para empresas e operadoras de saúde, que é a teleconsulta, para todos os associados da Gerando Falcões. Desta forma damos orientação correta, aproximando médicos e pacientes e sem necessidade da presença física ou deslocamento desnecessário para hospitais e prontos-socorros. Com o avanço da disseminação da COVID-19, é cada vez mais importante o isolamento social, ou seja, que as pessoas fiquem em casa”, diz a executiva.

 

Passo a passo

 

Os associados da ONG Gerando Falcões estão recebendo um SMS com um link para acessar um questionário de saúde com diversas perguntas sobre seu histórico de saúde e seu quadro atual.

Após responder as perguntas, o associado recebe um e-mail com a segunda fase do atendimento, que será feito por um chat.

 

Nesta fase, perguntas sobre os principais sintomas que está sentindo no momento direcionam o paciente para o melhor atendimento. Dependendo das respostas, o direcionamento é realizado automaticamente para o aplicativo Lívia Saúde, plataforma de consulta online coordenado pelas três empresas, também conhecida como telemedicina.

 

Nesta consulta online um profissional da saúde realiza a consulta remotamente e orienta para os próximos passos necessários para seu melhor atendimento, seguindo protocolos definidos e recomendados pela Organização Mundial da Saúde para o combate ao coronavírus.

Faça o seu comentário

Após a publicação do seu comentário, ele será avaliado antes de aparecer no nosso site.